Sala de leitura

26/12/2011 10:29

SALA DE LEITURA: UM CANTINHO MÁGICO

 

Na Escola Estadual Monsenhor Francisco Miguel Fernandes, situada em Rio Espera, existe um lugar a que passei a chamar carinhosamente de “Cantinho mágico”. Nesse lugar, denominado “Sala de Leitura”, os alunos estabelecem contato com os mais variados gêneros textuais: revistas de história, geografia, filosofia, etc. Revistas de palavras cruzadas, revistas em quadrinhos, além de inúmeras coleções literárias que contemplam livros infanto-juvenis, clássicos da literatura brasileira e mundial.

E, claro, na “Sala de Leitura”, não faltam os Best-sellers que têm mobilizado os nossos leitores infanto-juvenis como, por exemplo, os livros de Stephenie Meyer, autora da série “Crepúsculo”, “Lua Nova”, “Eclipse”, “Amanhecer”. Sabemos que a leitura desses livros é muito importante, uma vez que contribui para a sedimentação do gosto e da fruição que a atividade de ler engendra. Conforme realça Ana Maria Machado (2007), a leitura cria “O gosto pela viagem_um prazer especial, que não deve ser confundido com fuga, evasão ou escapismo. É o gosto pela imersão no desconhecido, pelo conhecimento do outro, pela exploração da diversidade. A satisfação de se deixar transportar para outro tempo e outro espaço, viver outra vida com experiências diferentes do cotidiano” (MACHADO apud AMARANTE, 2007, p.13).  

Esse gosto pela viagem, pela imersão no desconhecido, pode ser verificado no olhar de alguns alunos que às vezes, na sala de aula, têm dificuldade de concentração, mas que na “Sala de Leitura” se detêm deslumbrados passando as páginas que lhes possibilitam vivenciar uma experiência diferente. A verdade é que parece que alguns alunos criaram um laço afetivo com esse lugar.  

Na Sala de Leitura, podemos encontrar também a recente sensação do universo infanto-juvenil que é o livro “Percy Jackson e o Ladrão de raios” de Rick Riordan, livro no qual o autor se serviu do universo da mitologia grega para criar sua história. E, por falar em mitologia grega, gostaria de destacar um fato que se deu com os alunos do 7o ano e que muito me impressionou.

Em uma aula deparamo-nos com um texto que fazia referência ao mito do Cavalo de Tróia. Então, comecei a lhes contar a história. Do Cavalo de Tróia fomos às viagens de Odisseu e ao mito de Prometeu, responsável por roubar o fogo dos deuses e entregá-lo aos homens.

Eles queriam ouvir mais e mais histórias, os olhos estavam fixos, brilhando. Mais tarde, já na Sala de Leitura, eles se depararam com a “Ilíada” de Homero, adaptada para idade deles. O fascínio com que eles olhavam para as ilustrações e liam a história, foi algo que fez a experiência de lecionar, nesse um mês em substituição à querida professora Maria de Almeida, valer muito a pena e se tornar inesquecível.

Assim sendo, é importante a qualidade da interação e é necessário que o espaço de leitura seja aprazível. Nesse sentido, enquadra-se a Sala de Leitura, pois tenho notado que neste espaço os alunos sentem-se à vontade para manusear os livros, para observá-los, para lê-los. A biblioteca, muitas vezes por sua sobriedade e formalidade, talvez não cative tanto esses leitores iniciantes como o “Cantinho Mágico” da escola Monsenhor Francisco. Por tudo isso, a iniciativa da Instituição de construir essa sala, organizada, mas não sóbria, convidativa, mas não desprovida de qualidade literária, é extremamente louvável e, com certeza, exerce um papel crucial na formação de leitores.

Maria Luiza Almada

—————

Voltar


Contato

Escola Estadual Monsenhor Francisco Miguel Fernandes

Praça do Rosário, 107
Centro
Rio Espera/MG
CEP:36.460-000


31-37531156


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!